Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
 Brasil


Total de visitas: 50918
Destaques economicos do Brasil

Crescimento sustentável

Após ser descoberto por Portugal em 1500, foi somente em 1808 que o Brasil obteve uma autorização do governo colonial Português para definir as suas primeiras fábricas e fabricantes. No século XXI, o Brasil atingiu a posição de 8ª maior economia do mundo. Se no início, a lista de exportações era basicamente de matérias-primas e bens primitivos, como o açúcar, borracha e ouro, hoje 84% das exportações é constituída de produtos manufaturados e semimanufaturados.

O período de grande transformação econômica e crescimento ocorreu entre 1875 e 1975.

Na última década, a produção interna aumentou 32,3% e o agronegócio (agricultura e pecuária) cresceu 47%, ou 3,6% ao ano, sendo o setor mais dinâmico - mesmo depois de ter resistido às crises internacionais, que exigiram uma constante adaptação da economia brasileira.

A posição em termos de transparência do Brasil no ranking internacional é a 75ª de acordo com a Transparência Internacional.  É igual a posição da Colômbia, do Peru e do Suriname.

Controle e reforma

Entre as medidas recentemente adotadas a fim de equilibrar a economia, o Brasil realizou reformas para a sua segurança social e para os sistemas fiscais. Essas mudanças trouxeram consigo um acréscimo notável: a Lei de Responsabilidade Fiscal, que controla as despesas públicas dos Poderes Executivos federal, estadual e municipal. Ao mesmo tempo, os investimentos foram feitos no sentido da eficiência da administração e políticas foram criadas para incentivar as exportações, a indústria e o comércio, criando "janelas de oportunidade" para os investidores locais e internacionais e produtores.

Com estas modificações feitas, o Brasil reduziu sua vulnerabilidade: não importar o petróleo que consome; o país tem metade da sua dívida doméstica pela taxa de câmbio ligadas certificados e viu suas exportações crescerem, em média, 20% ao ano. A taxa de câmbio não coloca pressão sobre o setor industrial ou inflação (em 4% ao ano) e acaba com a possibilidade de uma crise de liquidez. Como resultado, o país, depois de 12 anos, conseguiu um saldo positivo nas contas que medem as exportações/importações, acrescido de juros, serviços e pagamentos no exterior. Assim, respeitados economistas dizem que o país não será profundamente afetado pela atual crise econômica mundial.

Políticas consistentes

Apoio para o setor produtivo foi simplificado em todos os níveis; ativo e independente, o Congresso e o Poder Judiciário procederam à avaliação das normas e regulamentos. Entre as principais medidas tomadas para estimular a economia estão a redução de até 30% do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e do investimento de US$ 8 bilhões em frotas de transporte rodoviário de cargas, melhorando assim a logística de distribuição. Recursos adicionais garantem a propagação de telecentros de negócios e informações.

A Política da Indústria, Tecnologia e Comércio Exterior, na vanguarda deste setor, por sua vez, investe US$ 19,5 bilhões em setores específicos, a exemplo do software e semicondutores, farmacêutica e medicamento e setores de bens de capital.

Criar um Site Grátis Incrível | Criar uma Loja online Grátis | Sites Grátis | Free Websites | Wordpress e Prestashop Grátis